Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








Fabiana Murer

Crédito: Ari Ferreira
Será que nascemos para ganhar medalhas? Quando não somos nós que amarelamos, são os chineses, os amarelos, que nos prejudicam...
Ser atleta no Brasil é ter de superar não só os limites do esporte, mas as barreiras da vida.
Treinar sem o apoio do Estado, sem patrocínio e tudo o mais que já sabemos, faz da profissão um desafio ainda maior. Como se não bastasse tudo isso, os nossos atletas agora ainda têm de brigar com forças externas.
A saltadora Fabiana Murer perdeu a calma e, consequentemente, a medalha porque a (des)organização da olimpíada de Pequim perdeu a vara dela! É demais!Uma das esperanças brasileiras de conquistar a primeira medalha feminina no atletismo, Fabiana não podia imaginar que a maior adversária nos jogos não seria a russa Yelena Isinbayeva, mas sim a própria equipe de apoio da competição.
Sem o material, Fabiana Murer errou suas três tentativas de superar a marca de 4,65m e perdeu a chance de subir ao pódio.
Imagina se tivesse sido aqui no Brasil?...

Um comentário:

Sônia disse...

Mon e Cécil

Sempre ouvíamos falar de conspiração chinesa e russa.
Está aí a prova de que existe mesmo!
Sumiu?
Sumiram com a vara da pobrezinha!