Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








UM SENADOR... DE VERDADE


É isso aí, morreu Ted Kennedy um Senador... de verdade.

Sua postura política sempre foi pautada na ÉTICA palavra desconhecida da maioria de nossos senadores, com s minúsculo mesmo, é o que eles merecem.

Honrando a tradição familiar de lutas pelos direitos humanos, ele nunca se amedrontou com ameaças, mesmo com o estigma dos assassinatos de seus dois irmãos John F. e Robert Kennedy.

Ted Kennedy era um homem... de verdade, até problemas sentimentais fazem parte de sua biografia. Lembram do acidente e morte de sua secretária quando voltavam de um passeio? Foi lamentável e ele ficou visivelmente abalado e envolvido. A opinião pública compreendeu o drama por ele enfrentado e separou o homem público, sério e íntegro do homem jovem e vibrante que se envolveu com a secretária... Fazer o que? Quem atira a primeira pedra?

Ele continuou lutando pelos direitos sociais, com seriedade, eticamente e, seu último envolvimento político foi com a candidatura de Barack Obama.

Uma prece para Ted Kennedy, um SENADOR... DE VERDADE.

3 comentários:

Grazi Aronovich disse...

linda sua homenagem,minha querida!
acho que o mundo perde um grande democráta e um homem maiusculo, em tudo que esta palavra significa.

Mariangela disse...

além de ser um homem muito charmoso...um político de verdade.

Dylan disse...

Com a morte do senador Edward Kennedy, fechou-se mais um capitulo da dinastia política desta família, marcada pela tragédia e os escândalos, mas mais importante, modelo do idealismo e da concepção do sonho americano.

Todos os irmãos foram expoentes do liberalismo norte-americano, partilharam o mesmo legado: a democracia, inclusive morreram em nome dela. A ambição política progressista era correspondida com triunfos retumbantes, dados pelas minorias sem voz, pelos imigrantes e injustiçados, no fundo, a possibilidade de todos acreditarem novamente na América, pelas mãos de três grandes estadistas.

http://dylans.blogs.sapo.pt/