Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








MARINA DEPOIS DA CARTA

Ana Cecília Vidaurre

Internet

Amigas, pensei muito hoje, pensei e pensei. Refleti porque já me sinto um pouco comprometida com as próximas eleições.

Tá na hora de elegermos uma mulher? Não podemos simplesmente achar que sim e partir pro voto sem mais nem menos.

Dilma nem pensar. Já provou que mente mais que faz...

Agora, com a Marina a gente precisa ficar bem atenta. Ex-seringueira, guerreira, forte, inteligente, coerente.

Mas, CUIDADO: ela é contra o aborto porque é evangélica.

Peraí minha gente, o Estado num tem que ser laico?? Os partidos, a política??? Ela não pode levantar a bandeira da religião nas suas ações e pensamentos.

Ir para o PV também pode parecer bacana mas ela quer a candidatura à Presidência e no PT não teria oportunidade. Cada vez mais o PV faz coligações sem pé nem cabeça e está virando um balaio de gato. Basta ver que sempre tem alguém do PV no governo estadual, seja qual for.

Pense nisto antes de sair declarando O SEU voto.

8 comentários:

Maria Lúcia Poyares disse...

Ana Cecilia, meu último marido (profissional de comunicação} sempre afirmava:
"quando você pensa algo, fique certa, muita gente está pensando igual".
È por aí..... bjs

Anita disse...

Todo candidato tem vários defeitos. Ela ser contra o aborto não a desmerece como candidata. Ja dizia o grande técnico de futebol holandês Cruijf: "Toda vantagem tem sua desvantagem". Profundo. (Pérola de filosofia futebolística de quinta). Pra pensar.

Anônimo disse...

Fala sério Anita, lembrar de técnico de futebol holandês quando aqui estamos preocupados com o destino do nosso Brasil, pega leve.

mamae gi disse...

Vou começar a pensar mais nisso, mesmo achando que quem pula de partido em partido é questionavel de duvida...apesar que TODOS PULAM né, seria quase que impossivel escolher um kkk

Mais é sempre algo a se pensar..
qto a ser contra o aborto, é um ponto complicado a pessoa já se intitular assim, afasta segmentos que poderiam ser a favor de outras ideias dela...

abraços e um otimo fim de semana

Grazi Aronovich disse...

Ana, acho ótimo refletir sobre todos os candidatos que estão ai e os que virão.Esta mudança de roupagem de muita gente, só pra se candidatar é um truque velho..e concordo plenamente que temos que ver as plataformas modernas e de acordo com os direitos que defendemos.meu voto não será de nenhuma destas mulheres que estão se candidatando com certeza!e ainda não tenho nenhum candidato masculino tbem!
agora, concordo com a Anita numa coisa:sempre vai ter uma desvantagem e a politica e o futebol andam juntinhs,juntinhas...bjinho

Mariangela disse...

Estamos tão perpexos com nossos políticos que diante de uma atitude que nos parece mais digna podemos sim ver algo a mais. Parece que o PV já teve um número grande de filiações no dia seguinte...

Idem Anita. Idem Grazi.

Quanto ser contra o aborto, não faz dela mesmo nem melhor nem pior. Essas plataformas acho sempre muito duvidosas. A Marta se dizia liberal com a comunidade gay e na primeira oportunidade questionou o Kassab pelas suas preferências sexuais.

Olho nos candidatos é importante. Sem utopias, sem sonhos impossíveis, olhando projetos reais do tamanho do país...e principalmente o que esses candidatos já realizaram.

José Roberto disse...

Não querendo defender minha mulher, coisa que eu bem sei que ela não precisa, esta questão de ser contra o aborto é muito mais que um simples posicionamento. Vamos deixar claro que ela é contra por princípios religiosos. Uma pessoa que quer ser candidata a presidente de um país que se diz laico não pode assumir este tipo de postura. Quantas outras atitudes ela irá tomar por conta desta religiosidade? Vale ressaltar que o aborto jamais deve ser analisado pelo prisma religioso, existe a questão de saúde pública, de direito da mulher, a economia e até a segurança pública (foi provado estatísticamente que a violência nos EUA também sofreu redução por conta da aprovação da lei do aborto). Não estou levantando bandeira alguma mas reforço que este posicionamento da Marina deve trazer outras reflexões mais profundas.
Apesar deste senão, devemos estar felizes com a candidatura de mais uma mulher (olha eu puxando o saco) além de trazer uma discussão que passaria longe dos palanques que é a questão do desenvolvimento x questões ambientais.

Anita disse...

A Marina defende também o creacionismo como opcão ao lado do evolucionismo. Essa postura dela vai ser dura de aguentar. Ui, ui, ui. Mas como eu ja disse antes, não a desmerece como candidata (e diante dos pulhas que já tivemos como presidentes...). Infelizmente filósofos e sábios não dao bons administradores, os antigos gregos já o sabiam. Nos restam os políticos com todas suas virtudes e defeitos (mais defeitos que virtudes, diga-se de passagem). Pois e', o estado deveria ser laico, e eu pessoalmente detesto ícones religiosos em lugares públicos e ate consultório de dentista. Mas meu filho vai pra escola protestante (excelente escola muita ênfase em esportes e artes), canta musiquinhas sobre Jesus e diz que Deus mora dentro da Igreja. Eu contrabalanço isso expondo ele a outros fatos e crenças... Toda vantagem tem sua desvantagem.
(Jose Roberto que bom te ver por aqui !!!! Ameie !!!)