Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








Desconfiem da unanimidade! Adeus Clodovil!


Acabo de ver na Internet que o famoso e polêmico Clodovil teve morte cerebral.

Desde ontem, estava rezando para ele ir com paz e logo, pois após um avc devastador, para mim pelo menos, é melhor morrer com dignidade, sem sofrer e rápido. Parece que as preces foram ouvidas e ele está indo rapidamente.

Clodovil foi uma figura extremamente importante para quebrar com a hipocrisia da midia e da sociedade brasileira nos idos anos 80. Sua participação no TV Mulher foi hilária, assim como sempre em suas aparições televisivas. Sua postura irreverente, agressiva, elegante, enlouquecida, sempre foram impressionantes.

Nadava contra a maré sem cansar. Tomava e dava bofetadas todo tempo, mas tinha uma doçura impressionante e inversamente proporcional a sua fama.

Coisas de divas, coisas de gente diferente. Coisas de pessoas que fazem a vida mais colorida e mais movimentada. Que provocam discussões, amores, ódios.

Grande estilista de respeito internacional, menino pobre adotado. Um sapinho transformado em principe por sua amada mãe.

Eu vou sentir muita falta de suas aparições hilárias em algumas entrevistas.

E nunca vou esquecer uma frase sua antes de sua posse "desconfiem da unanimidade..pelo menos a Câmara dos Deputados será mais elegante com minha presença".

Pois é Clodovil, agora só continuamos desconfiando de unanimidade, pois sua irreverência, elegância e uma certa acidez revolucionária não estão mais aqui.

Que muitos holofotes coloridos em cores pastéis o conduzam elegantemente ao andar de cima junto a sua querida mãe.

Amém!

3 comentários:

Maria Lúcia Poyares disse...

Realmente a "camara dos deputados" perdeu não somente um parlamentar elegante mas uma figura independente e corajosa na defesa do que acreditava.
O espaço, com certeza, deve estar todo enfeitado...

Anita disse...

Pessoalmente nao gostava do Clodovil. As vezes (muitas) era arrogante e grosseiro com seus convidados. Mas, quer saber ? Era muito MACHO pra retirar muita capa de hipocrisia das pessoas. Na lata ! Desconcertava quem era mau carater e vinha dar entrevista tentando se fazer de inocente. Nao ficava so jogando confete e purpurina como a maioria do entrevistadores ainda o faz.

Sônia disse...

Gente

Não é nem questão de gostar ou não gostar.
Era mesmo esnobe, grosso....mas ao mesmo tempo educado e inteligente.
Ele era dos poucos AUTÊNTICOS!
Falava mesmo, se posicionava... mesmo quando era politicamente incorreto.

Acho que falta gente assim hoje.
É todo mundo meio pausterizado,uma mesmice total, todos pensando dentro da caixa e repetindo comportamentos e falas semelhantes.

Encontrei Clô voltando de BSB tem uns seis meses. Viemos bem perto no avião. Um lorde, Maria Lúcia. Um lorde.
Vou sentir falta.