Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








outubro 18, 2008

A CONIVÊNCIA DO PODER NO ASSASSINATO DE ELOÁ


Como todos neste país, ví na televisão ontem a noite o desfecho trágico de um sequestro.

Mas, não foi um sequestro qualquer.

Foi mais um crime contra a mulher, contra uma menina-mulher! E isso ninguém ainda falou.

É impressionante a total inversão com que este caso foi e está sendo tratado.

O assassino, homicida passional-assim ele é categorizado pela justiça - é e foi o foco de todos.

A promotoria pública de São Paulo, exigiu que a policia só invadisse o apartamento para tentar resgatar as reféns com vida, após assinar um documento em que se responsabilizava pela vida do assassino!!!!????!!!!Não é uma inversão total de valores?

Na hora em que um homem normal, que por não aceitar o não de sua ex-namorada, premedita um crime e quando está em vias de cometê-lo, tem a proteção policial e do estado através da promotoria pública, isto não é uma inversão? Porque nesta hora, os defensores dos direitos humanos não pensaram em salvar as duas moças? Porque eles protegeram um homem assassino e trocaram a vida dele pela das duas moças?

É necessária uma parada em toda a sociedade para se repensar o que hoje em dia se chama justiça neste país.

O Pimenta Neves quando matou a jornalista ex-namorada, também foi protegido pela justiça e já está solto com vida normal. O Doca Street, quando matou a mulher, saiu depois de um tempinho e viveu normalmente.

E este monstro deste jovem frio, assassino, prepotente, foi defendido e protegido pela ordem pública!!!!

A lei foi mudada faz pouquíssimo tempo e crimes hediondos como este não são mais classificados como tal.

Daqui uns 3 ou 4 anos, este assassino volta a viver normalmente, enquanto sua ex-namorada estará morta e a amiga dela fazendo cirurgias para voltar a ter rosto.

Até quando, seremos nós mulheres expostas a uma inversão de lei dos direitos humanos?

Até quando, assistiremos a circos patéticos com a promotoria, a polícia e os advogados

Protegendo criminosos?

Até quando, vamos assistir a falta de ética de nossas televisões e seus programas baixarias sensacionalistas, ganhando audiência enquanto se entrevista um assassino?

Não dá mais para agüentar este momento terrível de desgoverno que vivemos.

Não dá mais para banalizar a violência que tomou conta de nossa sociedade.

E não dá mais para ver se matar uma jovem assim, de uma maneira impune, como se ela não tivesse o direito de ter sido defendida pela ordem pública.

Os promotores, advogados e policias de São Paulo que trabalharam neste caso, deveriam ser indiciados como co-autores deste assassinato.

Que Eloá vá em paz e que seu terrível exemplo e trágico desaparecimento, sejam o ponto de partida para uma grande discussão neste pais.

Minha revolta, minha indignação e meu aconchego a esta família que perdeu sua filha para a sociedade que a deixou morrer.

4 comentários:

Paloma disse...

concordo com tudo em gênero, número e grau Grazi... é triste pensar no que acontece de mais assustador e praticamente sem consequencias para quem comete os piores atos, e sim, para as vítimas.

luiz mauricio disse...

Oi sou luiz mauricio de campos dos goytacazes estou aqui para pedir justiça, justiça pela vida de uma pobre menina que tinha apenas 15 anos e que nem teve a oportunidade de desfrutar da vida assim como todos nos estamos desfrutando.[QUERO DISER PARA ESSES COVARDE ASSACINOS, QUE ELES TEM QUE PARGAR CARO,SE NÃO FOR PELA JUSTIÇA VAI SER PELAS MÃOS DE DEUSSS]
Será que vocês não tem um pingo de consideração a essas famílias? imagina se fosse com vocês olha eu sò pesso justiça ,justiça.deus estou te pedindo por favor leve essa pobre alma que foi mas uma vitima das mãos do homem ilumine essa alma e de descanso eterno. eloà que você descanse em paz

Anônimo disse...

Olá grazi, to achando isso a maior baixaria pela parte da policía, no qual em que eles se responsabilisavam pelo que fosse acontecer com um marginal.
Agora eles dizem que não teriam ideia de que isso poderia aconteser, e na maior cara de pau a promotoria de justiça diz que " agora nos não defendemos assassinos, defendemos os inocentes", de que adianta defender agora, eloá morreu e nada vai fazer com que ela volte. Eu me indigno que a promotoria de justiça soube saltar fora depois de cometer um grande erro.
Sou mateus de torres rs.

edson santos disse...

se todos se aprofundarem no caso desta menina verao que o verdadeiro culpado desta tragedia esta solto ou melhor foragido pois mesmo sabendo que a menina sofria maus tratos do namorado não deixou que fosse dado queixa a policia para defender sua falsa identidade inclusive elogiava ate o rapaz sim e isso mesmo estou falando do pai dela