Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








ENSINAMENTO DA NATUREZA

Maria Lúcia Poyares

Amigas, por favor, parem por um momento e observem essa foto que tirei. Ela nos mostra uma árvore cuja semente germinou em uma pilastra de cimento de uma casa antiga, aparentemente desabitada e abandonada, no bairro de Botafogo no Rio de Janeiro.

A árvore, com certeza, só foi regada pela chuva e ninguém a plantou ali, mas ela imponente cresceu, não sei se é frutífera ou somente bela. Suas folhas são de um verde forte e brilhante. Olhem como as raízes estão tomando toda a frente da casa.

Reparem que na base onde sua semente deve ter iniciado o processo de crescimento ela está procriando e pequenos galhos começam a crescer...

Amigas, pode ser até pieguice, coisa de idosa, mas sabe o que estou pensando?

A nossa Amiga árvore está nos mostrando que, para sobreviver, ser bela e encantar é preciso somente querer e persistir, procurando driblar os desafios que são muitos, mas fazer o que?

Procurar ensinamento e força na natureza.

12 comentários:

Anita disse...

Maria Lucia, uma preciosidade essa foto. Uma arvore se alimentar de concreto e chuva ? Que símbolo forte. Isso aqui esta virando um blog de filosofia e arte. Parabéns pela ideia de fazer um post.

Grazi Aronovich disse...

querida Maria Lucia,
não é coisa piegas nem de idosa, é a força e a poesia da vida, que salta aos olhos!
lindo, como deve ser nossa trilha de vida e de escolhas ao longo da vida e de como ela se apresenta.bjo grande

Mariangela Buchala disse...

sábias palavras de uma mulher sábia. bjs

Cucchiaio pieno disse...

Belas palavras gostei muito! A natureza é uma grande historia. Léia

Soninha disse...

Maria Lúcia querida

Nossa! Que incrível! Só você mesmo, poeta das boas, para achar uma preciosidade destas!
Lindo!
bjs

Fabiana disse...

Tia,

Suas palavras me fizeram refletir sobre minha vida, para crescer e se tornar bela é necessário querer e persistir. Nesse fim de mundo que é Roraima, só persistindo e lutando muito! Mas tal como a árvore, quero crescer e me tornar bela! bj Fabiana Pedrosa

Anônimo disse...

Com certeza as arvores tem muito a nos ensinar, mas o mais importante é a nossa capacidade de observar e compreender! Seu registro fotográfico representa sua enorme sensibilidade e poder de ajudar!!
Muito obrigado e parabens pela iniciativa do blog!!
Beijos
Carlinhos

Fátima Cristina disse...

Tia,

Adorei!!! Como sempre, surpreendente sua sensibilidade e sabedoria.
Como toda certeza, a Mãe Natureza tem muito a nos ensinar...merece uma bela relfexão.

Um beijo enorme com grande admiração e carinho.

Fátima Cristina.

Ana Cecília Vidaurre disse...

Querida Lúcia, só vc para observar uma coisa dessas!
Linda mensagem e linda foto, parabéns!
Vc poderia ser nossa observadora e fotógrafa oficial da natureza que surpreende!
beijos,

Maria Lúcia Poyares disse...

Amigas (os) e Anônimos, muito obrigada pelo incentivo.
Fiquei entusiasmada pela força da Àrvore e pensei em dividir com voces.
Beijos

Valeria Ferrari disse...

Amada Maria Lucia, compartilho com você o mesmo sentimento pois nesta semana na R. S.Francisco Xavier, também fique abismada com uma imagem bem parecida com a da sua foto. è uma casa antiga, em ruínas, com árvores brotando do cimento. Bjs.

Tânia Miranda disse...

Lucinha, o teu delicado texto e a tua foto também me disseram coisas. Essa maravilhosa árvore sobreviveu bela e sedutora por ter cultivado raízes sólidas, mesmo tendo sido regada apenas pelas chuvas esparsas do teu Rio de Janeiro. A persistência - pré-requisito para a sobrevivência - fica mais leve quando nossas raízes são marcadas por valores humanistas, princípios éticos, união familiar. Teu texto traz um misto de modernidade e tradição - não confundir, como é muito comum, tradição com conservadorismo, por favor! Quando você lança um olhar para os pequenos galhos que insistem em nascer, talvez em condições adversas, me remete ao milagre da vida. Milagre realizado ontem através da Maria Luiza.
Tânia Miranda, de Salvador-Ba, com um cheiro bem baiano.