Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








setembro 17, 2010

BANCO DE BENDINE É O COLCHÃO

PRESIDENTE DO BB: COMPRA DE IMÓVEL SOB SUSPEITA
Autor(es): Agência O Globo
O Globo - 17/09/2010


O Presidente do Banco do Brasil, o maior do país, Aldemir Bendine comprou a vista e em dinheiro, por R$ 150 mil, um apartamento em SP. Ele disse que tinha R$ 200 mil em casa.

Aldemir Bendine pagou apartamento à vista e em espécie; valor estaria abaixo de mercado

O presidente do Banco do Brasil (BB), Aldemir Bendine, comprou em abril passado, à vista e por R$ 150 mil em dinheiro vivo, um apartamento localizado no interior de São Paulo. O imóvel tem 160 metros quadrados e duas vagas na garagem, como revelou ontem reportagem do jornal Folha de S.Paulo. Por meio de nota, também divulgada ontem, Bendine confirmou o pagamento à vista e argumentou que os recursos eram próprios, mantidos em espécie e declarados em seu Imposto de Renda (IR).

Ao todo, o executivo mantinha guardado R$ 200 mil em espécie em casa. Ele afirmou ainda que a operação é compatível com seus rendimentos e com o preço do imóvel, à época do fechamento do negócio, no início de 2010.

De acordo com o jornal, o imóvel foi comprado da Construtora Eugenio Garcia. Hoje, um apartamento vizinho ao do presidente do BB estaria à venda por R$ 310 mil, mais do que o dobro do que foi desembolsado pelo executivo.

Não há nada de ilegal em comprar um imóvel em dinheiro vivo, mas a operação chamou a atenção por envolver justamente o comandante do maior banco do país. Segundo Bendine explicou, quando ele comprou o apartamento, não tinha recursos suficientes aplicados no mercado e, por isso, usou suas reservas em espécie guardadas em casa para pagar o imóvel.

O banco informou à Folha de S.Paulo que não divulgaria as razões que levaram Bendine a guardar dinheiro vivo, em vez de optar por aplicações financeiras, sob o argumento de que o fato envolve a vida particular do executivo.

A diferença de preços do apartamento comprado em abril para os valores atuais, segundo o BB, vem do fato de a aquisição ter sido feita à vista e uma das primeiras do empreendimento, lançado em abril passado no interior de São Paulo. Ao longo dos meses, a construtora pode ter reajustado os preços de cada unidade.

Bendine assumiu o comando do BB no início do ano passado, com a incumbência de irrigar o mercado de crédito brasileiro afetado pela crise econômica internacional.

Dentro do governo, o executivo tem boa avaliação porque cumpriu com esse objetivo e melhorou os ganhos do maior banco do país.

Nenhum comentário: