Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








janeiro 06, 2011

Lavando o Ano Velho

Maluquice de holandês: um mergulho em águas geladas no dia 1 de janeiro para lavar as más vibrações do ano velho. E não vão tiritando de frio não, gente! Mergulham com muita alegria num mar gelado. Esse ano todos os recordes foram batidos: mais de 28 mil pessoas mergulharam em praias, canais e lagos em mais de uma centena de pontos no país.

O maior evento acontece em Scheveningen (próximo a Haia) e é patrocinado pela empresa Unox, que fabrica sopas e salsichas. A empresa distribui gorros e sopa gratuitamente e contrata fotógrafos para descobrir “a garota Unox” de cada ano. Em 2009 foi a adolescente (17) Luca-Prins, que se tornou famosa da noite para o dia – mas dispensou a carreira de modelo de sopas e salsichas. Esse ano a favorita do fotografo foi Marlou Bakker, também de 17 anos. Mas, diferentemente de Luca, Marlou não e' vegetariana e adora sopa de ervilhas com salsicha defumada. O evento de Scheveningen contou com 8.600 participantes.

Garota Unox 2009/2010: Luca-Prins. Foto: Martijn Mooi.

A tradição de mergulhar em águas geladas não é antiga, começou em 1920 em Vancouver, no Canadá. Na Holanda, surgiu em 1960, e é patrocinada pela Unox desde 1987. No Canadá cerca de duas mil pessoas ainda participam do evento até hoje, e na Holanda estima-se quase trinta mil.
A popularidade do evento vem intrigando a cada ano antropólogos e estudiosos de cultura popular. A conclusão dos académicos é que os holandeses ao mergulharem com milhares de desconhecidos sentem-se como um só corpo, uma só nação. Assim, o mergulho coletivo oferece uma ideia de enfrentamento das adversidades de peito aberto, e lavagem do antigo – num ritual de renovação. No meio de um dia frio e escuro de inverno, diversão é criada com luzes, musica e comida. O mergulho serve como um símbolo e imagem do povo holandês, que se consideram "tenazes", "esportivos", "corajosos".
Diversas embaixadas holandesas ao redor do mundo organizam também esse mergulho. Alguns estrangeiros entrevistados pela imprensa holandesa declararam achar o mergulho de ano novo “peculiar”, “histérico” e “fora da realidade”. Os participantes consideram tal mergulho "delicioso", "necessario" e um "começo fresco do ano novo".


Garota Unox 2010/2010: Marlou Bakker. Foto: Harold Versteeg

Nenhum comentário: