Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








março 17, 2010

Os royalties do petróleo e a farsa dos governantes do Rio

Repasso abaixo o texto do Fábio Pereira que nos traz algumas informações e reflexões importantes nesse momento onde se discute agarantia da continuidade dos recursos para o Rio.

Algumas breves considerações sobre a polêmica dos royalties do petróleo:
1) Estou convicto que a emenda Ibsen é eleitoreira e prejudica o estado do Rio e Espírito Santo. Ela não é a saída, deve ser combatida;
2) Também estou convicto de que os royalties, em particular no Rio por ser uma realidade que conheço um pouco, nunca foram usados no que deveriam essencialmente: reparações aos impactos ambientais e sociais provocados pela atividade petrolífera. O povo impactado por esta atividade nunca viu, nem vê, a cor deste dinheiro.
3) Ninguém fala também de algo central neste debate: a mesma maioria que hoje organiza passeata “em defesa do Rio”, “contra a covardia”, são os covardes que sempre mal utilizaram(para usar um eufemismo) estes recursos. Não há transparência, não há fiscalização, não existe qualquer controle público desta verba. A maioria dos municípios que recebem recursos do royalties sequer tem políticas públicas para o meio ambiente, que dirá investimentos. Convivem com analfabetismo, pobreza e até trabalho escravo. Hoje esta grana alimenta alguns “sheik’s” do petróleo fluminense, os mesmos que estão literalmente desesperados com a perda de seus privilégios;
4) É bom que se diga e se divulgue que a lei que prevê a destinação e controle frouxos dos recursos dos royalties no estado do Rio é estadual. E poucos fazem este debate.
5) Hoje, pelo modelo do FHC de concessão que vigora, quem tem lucrado mais com o petróleo no país são as transnacionais. O grosso da grana não fica no Brasil, vai para o bolso dos gringos. Perde o Brasil, perde o Rio. Cadê este debate no governo Lula e seus aliados?
6) Outro bom debate que tem ser feito é sobre o modelo de exploração do petróleo nacional que, na minha opinião, não é nem concessão nem partilha, mas plebiscito nacional. O povo deve decidir sobre os grandes temas nacionais.

2 comentários:

Mariangela Buchala disse...

Concordo com todos os itens e esperemos que esse tema envolva o país todo mesmo.

Grazi Aronovich disse...

concordo plenamente e ainda acrescento: aonde é que foi parar toda esta grana? pois quem vive no estado do Rio, vive diariamente o descaso governamental em relação a todos os serviços: saude, educação, infra estrutura, etc etc...