Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








março 21, 2010

Mi sangre espiritual

Cláudia Alencar


Meu corpo veio ao ar

As duas e quarenta e cinco da madrugada

Quando os ponteiros de deitam pra descansar

Quando depois da lida fingem nos enganar

Que dormem, que param, que nos deixam em paz.

Meu corpo veio ar

Em São Paulo, Capital

Mas foi na Espanha que por coincidência

Olhava os relógios e lá encontrava

ponteiros deitados e veio a evidência:

Minha alma nasceu lá.

Que tal?





Nenhum comentário: