Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








outubro 17, 2009

Corpos femininos

O exemplar da revista Glamour sobre mulheres lindas, gordinhas e de bem com a vida está tendo uma repercussão no mundo além do imaginado. A matéria é sobre as supermodels de "tamanhos maiores" que são mulheres com curvas lindas e corpos invejáveis de saudáveis e sexys.
A foto individual que ilustra o artigo sobre a importância de se sentir bem com o próprio corpo, mostra Lizzie Miller, uma modelo de 20 anos, loura e sorridente, com 1,80 m e 79 kg, sentada nua, numa pose que evidencia as gordurinhas de sua barriga em um corpo escultural. Um estúdio de New York fotografou as modelos em conjunto. A Glamour é uma revista que há muito tem trazido esse tema da mulher feliz. Mas o a resposta fenomenal que a foto de Lizzie Miller mostra é que há uma sede enorme de se olhar o corpo da mulher de uma outra forma. Então o que impede o mundo fashion e a mídia de retratrar mulheres tamanho 42 prá cima?

E qual é o ponto entre a fantasia e a realidade que o mundo feminino quer ver nas revistas e anúncios?

Essa é uma pergunta que parece já ter resposta.
E com certeza traria mais alegria, encontros, sexo e felicidade para todos - seria também um alívio para os homens que poderiam sair, curtir, transar, namorar, e amar a mulher que escolherem sem terem que ficar atados aos padrões das revistas masculinas e do mundo das bundas em forma de frutas.

7 comentários:

Anônimo disse...

Que bom uma campanha assim, afinal a maioria das mulheres não são modelos. Mas o padrão americano de peitão, sem bunda e magérrimas acaba influenciando as brasileiras. Uma pena!

Anônimo disse...

Oba!! vou ter um dia melhor depois de ver essas fotos. Viva as mulheres comuns! viva minhas gordurinhas!! kkkkk

Maria Lúcia Poyares disse...

As figuras do pintor e escultor colombiano Fernando Botero, nascido em 1932, portanto,comtemporâneo,são "gordos"e as mulheres ele define como: leves, sensuais e charmosas.
Ele, com certeza, encontra beleza onde a moda geralmente não vê.

Tània disse...

Fantástico! Dar publicidade a tema tão atual, moderno, contemporâneo!Valeu!!!!

Mari disse...

jamais me chamaria gordinha sendo uma dessas moças....magrinhas.

Anita disse...

Nasci na epoca errada, to sempre falando isso. Tinha que ser uma daquelas mulheres renascentistas ou as retratadas pelo pintor Rubens.

Anônimo disse...

Muito bem lembrado, "magrelas" é invenção da modernidade e falam as línguas ferinas, longe de mim afirmar, dos gays.