Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








agosto 14, 2009

A alegria de exercer a cidadania


Inteirativas e inteirativos, como vão? Espero que muito bem.
Falo hoje sobre pequenas atitudes de cidadania que fazem a diferença.

Outro dia passei por uma esquina aqui do bairro e vi um grande vazamento de água potável. Perguntei ao porteiro do prédio que ficava em frente ao vazamento, se eles tinham chamado a companhia de águas. Ele disse que achava que sim. Esperei 3 dias e nada, a água boa jorrando pela calçada. Cheguei em casa e liguei pra CEDAE - Cia. de Água do Estado do RJ, eles checaram e não havia nenhum pedido de conserto.

Fiz a ocorrência e pra minha alegria, no dia seguinte estava resolvido o problema.
O que está no lugar público também nos diz respeito e é nosso. Pagamos impostos e é muito bom cuidar do espaço e dos que estão a nossa volta.
Então, é muito bom olhar ao redor e exercer nossa cidadania em pequenos atos.

A água tão sagrada para a vida humana vai acabar, assim como todas as fontes de energia, pois o consumo do homem vem num nível desenfreado.
Convido aos amigos iniciarem o habito de dar uma olhadinha ao redor e ver se há luzes acesas de dia, vazamentos, porteiros lavando calçadas com jatos de agua em vez de baldes, e tantas outras coisinhas menores que neste nosso mundão fazem uma grande diferença.
Agora, se você já faz isto de alguma maneira, meus parabéns, o futuro agradece.

3 comentários:

Mariangela disse...

Isso é um problema Grazi, em todo lugar. Aqui em Sampa tem uns prédios top que a gnt passa e o esguiço rola solto lavando calçada e tudo mais. Lamentável! Mas temos que ajudar a olhar sim, pelo menos como disse, do que é público que é de todos.

Maria Lúcia Poyares disse...

Grazi, eu também procuro fazer minha parte e fico triste ao ver os porteiros lavando as calçadas.... e haja água, porque vassoura não funciona.
É a lei do menor trabalho.... e onde estão os síndicos?

Mônica Angeleas disse...

Dá-lhe Grazi!