Dedicado às mulheres inteiras e ativas de todas as idades, cores e formas. Mulheres que interagem e abraçam a vida como der, puder e vier.
Sempre desejadas!








fevereiro 25, 2009

Vitória da(s) comunidade(s)


Sônia Araripe

Na ausência da minha querida Mangueira - prejudicada pela crise financeira, salva ainda por um honroso sexto lugar - e diante da triste colocação do histórico Império Serrano - infelizmente sendo rebaixado - aplaudimos a vitória do Salgueiro.

Que nos perdoem os amantes da Beija Flor de Nilópolis, mas já estava virando monopólio....E o Salgueiro estava há anos sem a vitória, batendo na trave no ano passado.

Vitória da comunidade, das comunidades ali da Tijuca, do Borel, do Salgueiro, dos Macacos e de tooooooda a nação tijucana.

Quem conhece e frequenta a quadra do Salgueiro sabe como a comunidade vibra, canta e acompanha a escola.

Um enredo aparentemente simples - tambor - arrebentou na Avenida! Com a bateria Furiosa (tendo como madrinha a Viviane Araújo aí na foto) e o povo todo aplaudindo.

Teve buracos, alguns probleminhas mesmo. Mas Renato Lage brilhou, encantou.

Como nasci na área, sinto-me, de alguma forma, honrada.

Salgueiro, Salgueiro!

Para quem não acompanhou, veja o samba lindo da escola vermelho e branca. Para ouvir basta clicar aqui e procurar lá em cima, do lado direito, a escola Salgueiro:

SALGUEIRO

“Tambor”


Autores: Moisés Santiago, Paulo Shell, Leandro Costa e Tatiana Leite
Intérprete: Quinho


O som do meu tambor ecoa, ecoa pelo ar!
E faz o meu coração com emoção pulsar!
Invade a alma, alucina
É vida, força e vibração!
Vai meu Salgueiro... Salgueiro
Esquenta o couro da paixão!
Ressoou da natureza, primitiva comunicação!
Da África, dos nossos ancestrais
Dos deuses, nos toques rituais
Nas civilizações cultura
Arte, mito, crença e cura!

Tem batuque, tem magia, tem axé!
O poder que contagia quem tem fé!
Na ginga do corpo, emana alegria
Desperta toda energia

No folclore a herança
No canto, na dança, é festa, é popular
Seu ritmo encanta, envolve, levanta...
E o povo quer dançar!
É de lata, é da comunidade,
Batidas que fascinam
Esperança social, transforma, ensina
Ao mundo deu um toque especial(é show)
É show, é samba, é carnaval!

Vem no tambor da Academia
Que a furiosa bateria vai te arrepiar
Repique, tamborim, surdo, caixa e pandeiro,
Salve! O Mestre do Salgueiro!

Nenhum comentário: